Polícia Civil de Itupeva prende estuprador de Valinhos

segunda-feira, 25 de junho de 2012


O excelente trabalho realizado pela Polícia Civil de Itupeva nesta semana culminou com a prisão de Jefferson Cardoso de Moraes, 40 anos, morador da cidade de Valinhos, acusado do crime de estupro.

Jefferson foi preso em sua residência, pela equipe de investigação, composta pelos policiais Junior, Maycon, Rodrigues, Marcos, Cruz e Orlando, ambos sob o comando da investigadora chefe, Carla Branco.

Ele é acusado de violentar e tentar matar uma garota de apenas 17 anos, moradora da cidade de Valinhos, na manhã do último dia 13.

O estupro
Eram cerca de 8h30 de quarta-feira (13), quando a vítima estava a caminho do trabalho, pela Rua Orozimbo Maia, em Valinhos, quando teria sido abordada pelo acusado que, mediante grave ameaça, a obrigou a entrar no veículo Corsa, placas DLU-1297, de Mauá.

O indivíduo seguiu com a garota em direção ao bairro São Bento e, em determinado momento, entrou em uma estrada de terra e a amarrou com o cadarço de seu tênis. Amarrada, a vítima foi colocada no porta-malas do carro. Após uma hora, o acusado entrou em um motel, na cidade de Vinhedo, onde violentou a garota por cerca de 50 minutos.

Funcionários do motel não desconfiaram que a garota estava no porta-malas do carro e alegaram que “é comum ver viajantes entrarem sozinhos no motel, para pernoitar e descansar.

Por volta da 11 horas da manhã, Jeferson saiu do motel, novamente com a vítima no porta-malas. Após cruzar a via Anhanguera, percorreu cerca 8 km, passou pelo pedágio da Rodovia Miguel Melhado Campos e acessou a estrada municipal, que liga Vinhedo à Itupeva (estrada da fazenda Quilombo), onde deu continuidade à selvageria.

Em um canavial (foto à direita), próximo à fazenda Santa Gertrudes, o acusado voltou a violentar a vítima.

Ao tentar sair do canavial, o veículo encalhou, momento em que a vítima foi obrigada a empurrar o carro, porém, sem êxito. Com a vítima novamente trancafiada no porta-malas, o acusado pediu ajuda a tratoristas, que trabalhavam nas imediações, que o ajudaram sem desconfiar de nada.

O criminoso seguiu para Itupeva e, após abastecer o veículo, retornou para o mesmo canavial onde novamente manteve relações sexuais com a garota.

Após alguns minutos, o acusado obrigou a vítima a ajoelhar de costas para ele, momento em que desferiu violentos golpes em sua cabeça, com um objeto pesado, que a fez desmaiar. Ao achar que a garota estaria morta, Jefferson ainda tentou ocultar o corpo, cobrindo-o com folhas.

Após a fuga do marginal, mesmo diante os graves ferimentos, a vítima conseguiu levantar e pedir ajuda a um motorista de ônibus escolar, que passava pelo local e a levou para a fazenda mais próxima. Moradores a socorreram até o Hospital Municipal de Itupeva, que acionou a Polícia Civil, quando as investigações iniciaram.

A vítima conseguiu descrever alguns detalhes do veículo, da rota percorrida e também que o estuprador havia recebido ajuda de tratoristas. Ela também disse aos policiais que teria entrado em um motel, que não soube descrever o nome, porém, lembrou-se das cores do estabelecimento, fato que ajudou a polícia a desvendar o crime.

Após percorrer vários motéis da região, a Polícia Civil de Itupeva chegou ao local exato onde a menina foi violentada pela primeira vez. Para entrar no motel, o acusado forneceu sua identificação e teve as placas de seu veículo anotadas. De posse destas informações, a polícia conseguiu chegar à autoria do crime, bem como localizar o endereço do acusado, que teve sua fotografia reconhecida pela vítima.

Após minuciosa pesquisa policial, foi constatado que o autor do crime já possuía outra passagem pelo mesmo artigo (estupro), em 2003, quando foi preso em flagrante pela GM de Campinas.

A prisão
Por volta das 16 horas da última quinta-feira (21) os policiais civis de Itupeva foram até a residência do acusado, em Valinhos, onde Jeferson foi preso. No momento da prisão ele chegou a negar o estupro, porém, ao perceber que os policiais tinham levantado todas as informações que comprovavam a autoria do crime ele confessou.

Desde o início das investigações, o repórter Anderson Breu, do Jornal de Itupeva, acompanhou o desenrolar das investigações, em Itupeva, que culminou com a prisão, na tarde desta quinta-feira.

Detalhes do crime
Jeferson contou que usou uma pedra para golpear, por três vezes, a cabeça da vítima. Após ver a garota desfalecida, ele ainda bateu sua cabeça contra o solo, na tentativa de matá-la.

Encaminhado para a Delegacia de Polícia de Itupeva, Jeferson foi apresentado ao delegado titular, Fernando Iwanaga. Após ser ouvido e interrogado, o autor do estupro foi encaminhado para o Centro de Triagem de Jundiaí, onde permanecerá à disposição da justiça. Ele também responderá por tentativa de homicídio.

Diante as agressões sofridas, a vítima sofreu vários cortes na cabeça, sendo submetida a mais de 40 pontos. Ela compareceu à Delegacia e, após reconhecer o agressor, parabenizou os policiais, que não mediram esforços para prender o criminoso.

Segundo a polícia, o autor do crime possui passagens pelo mesmo crime, praticado em 2003, quando cumpriu pena por dois anos. Ele também é suspeito de mais dois crimes de estupro, na região de Valinhos, ambos seguidos de homicídio. No porta-malas de seu veículo os policiais encontraram diversos fios de cabelos, possivelmente da vítima.

Fonte: Jornal de Itupeva

2 Respostas para “Polícia Civil de Itupeva prende estuprador de Valinhos”

  1. Que vergonha para nossa cidade! Sou valinhense e fiquei indgada com isso! Saber que existe um maníaco em minha cidade, perto de minha casa. Agora alguém pode me responder porque um crime de tamanha brutalidade não foi divulgado ( somente essa página na net) não saiu em jornal, nem televisão. Isso é um absurdo, tenho uma filha e não me conformo.Até parece que isso já é algo comum. E a polícia de Valinhos, onde entrou nessa história??

  2. Ai Polícíais de Valinhos sigam o exemblo dos Polícías de Itupeva.

Deixe um Comentário